Ir para o conteúdo
IPVA Sem categoria

6 dicas rápidas sobre IPVA

Leitura: 5 min
684 visualizações

Fim do ano quase aí e junto com as férias chegam também alguns impostos recorrentes, entre eles o IPVA.

Apesar de ainda estarmos em outubro, para muita gente essa é a hora de já começar a separar um dinheirinho para pagar à vista o Imposto sobre Veículos Automotores, cujo calendário começa logo em janeiro.

Mas será que vale mesmo a pena fazer o pagamento em uma só etapa ou é melhor parcelar o imposto? E para quem vai trocar de carro, será que tem um jeitinho de deixar o IPVA mais barato?

Não esqueça, também, que essa pode ser a hora de renovar o seguro. É muito importante estar com ele em dia para evitar prejuízos maiores quando menos se espera.

Vem com a gente e fique ligado nessas 6 dicas valiosas sobre IPVA que vão ajudar você no próximo início de ano.

1 – Pague o IPVA à vista e no dia certo

A melhor forma de economizar no IPVA é sendo pontual com sua obrigação. Pagar no dia certo – e de uma só vez – é a melhor forma de evitar juros, multas e encargos bancários.

Como a data de pagamento varia de um ano para o outro, a dica é começar agora a economizar. Coloque um pouco de lado nos próximos três meses (outubro, novembro e dezembro) para chegar com folga – e dinheiro – no dia do pagamento.

Assim você não corre o risco de pagar mais por causa do atraso ou ser pego rodando com o documento em aberto.

Imagem de mãos segurando volante de carro
Imagem de mãos segurando volante de carro

2 – Não rode sem o IPVA estar pago

Se você deixar de pagar a cota única do IPVA ou a primeira parcela do pagamento no dia certo vai ter prejuízo. O atraso gera multa diária até o limite de 20%, mais juros de 1% ao mês.

3 – Não pague IPVA com cartão de crédito

Não é um bom negócio pagar o IPVA com cartão de crédito. É verdade que você pode ganhar um tempo a mais para fazer o pagamento, até 40 dias dependendo do vencimento do cartão.

No entanto, os juros são bem maiores do que o do parcelamento feito pela própria Secretaria de Fazenda.

4 – CRLV só é entregue com o IPVA pago

Fique atento: o Certificado de Licenciamento do Veículo (CRLV) de cada ano só é entregue após o pagamento do IPVA. O problema é que se você for pego rodando sem o documento pode ter o carro apreendido.

O recibo de pagamento do IPVA, por outro lado, não substitui o CRLV. Além de ter o carro apreendido, você sempre será o culpado se houver um acidente e você estiver sem o Certificado. Mesmo que a culpa seja do(s) outro(s) motorista(s).

5 – Compre um carro mais simples

Se você vai trocar de carro e quer economizar no IPVA, compre um carro mais simples. O valor do imposto é uma representação percentual do valor do seu veículo. Por isso quanto mais caro seu carro for, maior também será o IPVA.

Da mesma forma, carros mais antigos também pagam menos do que carros novos ou do ano. E, além disso, também têm o seguro mais barato.

ipva
Imagem de carro, cadernos, calculadoras e caneta

6 – Evite comprar carro no final do ano

O décimo-terceiro pode ser uma tentação para comprar carro, mas já no mês seguinte terá que desembolsar mais um bom valor para pagar o IPVA. Mas, se ao contrário, esperar as festas acabarem e comprar carro em janeiro, só precisará pagar o IPVA dali a 12 meses.

Pequenas atitudes impactam diretamente o valor do IPVA. O ideal é seguir um planejamento anual para ficar com as contas em dia.

Aproveite os últimos três meses do ano e poupe para pagar seu IPVA à vista e ficar com o documento certinho sem dor de cabeça ou no bolso.

(Fontes: Mais Credit Consultoria, WebMotors)

E seu seguro, já está na hora de fazer a renovação? Não tem ainda um seguro auto? Então não perca tempo, faça uma cotação agora mesmo e garanta tranquilidade o ano inteiro!

Recomendado para você:

Postagens mais vistas:

Faça um orçamento: