Todos os gastos que você vai ter ao comprar um carro

fev 09, 2017 (0) comentário

A maioria dos brasileiros possui uma grande lista de desejos. Entre os principais itens dessa lista estão: ter uma casa própria, fazer faculdade, realizar viagens ao exterior e ter um carro. Uma pesquisa realizada pelo IBGE divulgou que o terceiro maior desejo da maioria dos brasileiros é ter um carro para não ter que utilizar transportes públicos precários para ir ao trabalho e, também, ter liberdade para viajar e sair os finais de semana quando bem entender.

Porém, diferente do que muita gente pensa, ter um carro pode envolver uma série de gastos mensais/diários, que, quando não calculados de maneira adequada, podem comprometer o orçamento de pessoas que não se planejaram para isso. Por isso, vendedores de seguro auto dão algumas dicas de como se planejar para comprar um carro sem se atolar em dívidas e ter que vender e/ou então devolver o veículo que foi adquirido.

Dicas antes de comprar um carro

Entre as principais dicas que devem ser levadas em consideração na hora de comprar um carro estão:

  • Verifique o preço: Escolha sempre um carro que tenha o preço que caiba no seu bolso. Embora seja comum nos empolgarmos na hora de comprar um carro, é preciso parcimônia e escolher um carro que se encaixe em nossa realidade;
  • Saiba quais serão os gastos: Muita gente pensa que basta apenas comprar um carro e sair rodando por aí. Muitas pessoas se esquecem que para rodar um carro precisa de gasolina, pneus, óleo, pastilhas de freios, revisões periódicas;
  • Burocracia dispendiosa: Outra coisa que também pode mexer profundamente com o bolso do motorista são as burocracias dispendiosas, como seguro de carro, IPVA, Licenciamento, vistorias e seguro obrigatório.

Além disso, para os motoristas brasileiros, é necessária uma dose de cautela, afinal, o país possui um número alarmante de roubos de carros. De acordo com as estatísticas, a cada três minutos um carro é roubado no país. São Luiz, capital do estado do Maranhão é a cidade com o mais índice de roubos veiculares, porém, é no estado de São Paulo onde a maioria dos veículos somem, isso devido ao estado ser dono da maior frota de carros do país.

Dessa forma, levando em consideração tudo o que já foi dito até agora, resolvemos mostrar todos os gastos que você vai ter ao comprar um carro. Esse texto é totalmente destinado a te mostrar quais são os reais gastos com um veículo para que você analise e decida de maneira correta se é hora de investir para ter seu próprio veículo. Se você está prestes a comprar um novo carro, então esse texto foi feito para você. Confira.

Todos os gastos que você vai ter ao comprar um carro

Os gastos que você vai ter ao comprar um carro são:

1. Valor do veículo

Esse é o primeiro gasto com qual o comprador, futuro motorista do veículo terá ao comprar um veículo. Caso compre a vista, parcelado ou financiado, o valor do veículo é o primeiro gasto que um carro dá ao seu proprietário. A dica de ouro nesse caso é economizar o máximo possível para conseguir comprar o carro à vista, algo que pode render um belo desconto. Caso isso não seja possível, opte por financiamentos que tenham poucas taxas de juro e escolha um valor que não comprometa mais do que 20% do seu orçamento mensal.

2. Documentação

Para sair com o veículo rodando da concessionária é necessário que o veículo tenha documentação. O documento do veículo não é algo muito barato, embora existam concessionárias que deem o documento de graça para o comprador, é bom ter conhecimento do valor da documentação, algo que fica entre R$ 400,00 e R$ 700,00.

3. Seguro auto

Algo de suma importância para qualquer motorista que está comprando um veículo é aquisição de um seguro auto. Embora existam uma série de dispositivos que podem deixar o carro mais seguro, como alarmes, travas de volante e pedais, desligamento de chave geral, ou rastreadores, é imprescindível que o motorista saia totalmente segurado da concessionária. Além das chances de roubos e furtos, o trânsito brasileiro é um tanto quanto violento, e se proteger de acidentes e de batidas contra terceiros é mais do que fundamental para ter seu carro sempre funcionando. O valor do seguro de carro varia de acordo como perfil do condutor, idade, sexo, antecedentes de acidentes tendem a modificar o valor do seguro.

4. Vistoria

Outro gasto que o motorista vai ter assim que comprar um carro e contratar o seguro será a vistoria veicular. Todo carro para ser segurado, precisa passar por uma vistoria que irá avaliar o estado de conservação do veículo, sua numeração de chassis, motores e afins. Sem essa vistoria, a apólice do seguro de carro não é liberada.

5. IPVA

Quem nunca ouviu a famosa frase: “Começo do ano, preciso pagar o IPVA”? O IPVA é o imposto sobre a propriedade de veículos automotores, ou seja, todo proprietário de automóveis, motocicletas ou mesmo aeronave e embarcações, é obrigado a pagar esse imposto que é cobrado anualmente, embora possa ser divido em parcelas. O valor do IPVA que deve ser pago é calculado baseado nos preços de mercado dos automóveis multiplicado pela sua alíquota, o que resulta em 1% a 6% do valor do veículo. A tabela da FIPE contém o valor de mercado dos carros e apura a base de cálculo do imposto

6. Combustível

Embora já existam veículos elétricos e híbridos rodando nas ruas brasileiras, esse tipo de veículo ainda é um tanto quando inacessível para grande parte da população. Para um carro andar normalmente é necessário que seja abastecido. Portanto um gasto frequente que todo motorista irá enfrentar será com o combustível. E é preciso tomar um cuidado muito relativo com o abastecimento, pois carro com pane seca pode ser apreendido, além do motorista ser multado.

7. Pneus

Outro gasto frequente que os motoristas precisam enfrentar a partir do momento que comprar um carro. Os pneus são itens fundamentais para o bom funcionamento e para a segurança de rodagem de um carro. O tempo de vida de um pneu pode variar de acordo com a tocada do motorista, região em que vive, periodicidade de calibração, realização de alinhamento e balanceamento. Normalmente os pneus tendem a durar entre 30.000 e 40.000km. Pneus carecas podem causar acidentes, fazer com que o carro seja apreendido e o motorista multado.

8. Manutenção geral

Para um funcionamento correto do veículo, esse deverá passar periodicamente por sessões de manutenções e/ou revisões gerais. Como a maioria das pessoas sabe, as manutenções devem ser preventivas e não corretivas. Geralmente as manutenções corretivas são bem mais caras do que as preventivas. Entre as manutenções preventivas do veículo estão o alinhamento e balanceamento das rodas, troca de óleo e filtro do motor, troca de velas, manutenção do escapamento, troca de pastilhas de freios, limpeza de bicos do motor e muito mais.

Nenhum gasto deve ser negligenciado

Como mostramos, comprar um carro não é tarefa tão difícil, manter o carro funcionando corretamente é que não é fácil. Embora muitas pessoas deem seus jeitinhos para manter seus carros funcionando, dentre todos citados nesse texto, nenhum deles deve ser negligenciado. Carros com documentos vencidos em algum momento serão parados em blitz policial e consequentemente apreendidos, carros sem manutenção e com pneus carecas certamente em algum momento irão se envolver em algum acidente. Porém, é o seguro de carro que não pode ser deixado de lado.

O seguro é algo que todo o motorista deve ter, por uma série de razões. As principais vantagens de contratar um seguro automotivo são:

  • Rodar com o veículo sempre seguro, de maneira serena em tranquila;
  • Em caso de roubos ou furtos, ter a certeza de que não ficará a pé, pois terá o valor FIPE pago pela seguradora;
  • Caso se envolva em um acidente, o motorista terá o veículo consertado, além de danos a terceiros também serem cobertos pela seguradora;
  • Em situação de quebras e/ou acidentes em estradas, a seguradora enviará um guincho e um táxi para levar o motorista de volta à sua casa sem qualquer custo adicional por isso;
  • Descontos em uma infinidade de peças e também nos mais variados serviços mecânicos em autopeças e oficinas mecânicas credenciadas à seguradora em muitos estados de todo o país;
  • Desconto e/ou bônus em caso de não utilização do seguro auto no ano anterior.

Jamais, em hipótese alguma rode com seu veículo sem seguro auto. Existem momentos em que contratar um seguro automotivo é mais barato e mais fácil de ser feito. Portanto, não perca mais tempo, faça uma cotação online, preencha seus dados de maneira correta e fidedigna, procure uma modalidade que atenda às suas necessidades e que caiba no seu bolso e rode por aí de maneira tranquila. Ao cotar e contratar um seguro de carro, você pode ainda ganhar um belo desconto no seu primeiro ano de contrato. Não ande desprotegido, proteja seu bem maior, quem ama cuida e quem cuida contrata seguro auto.

Comentário (0)

Deixar comentários