Como fazer sua cotação de seguro da Porto Seguro sem precisar sair de casa

fev 02, 2017 (0) comentário ,

Ter um veículo próprio e não depender do sucateado transporte público. Esse é um dos maiores desejos de um grande número de pessoas que enfrentam essa situação diariamente para se deslocar em seus trajetos diários. Trens e metrôs sempre lotados, ônibus atrasados e em precário estado conservação, além dos perigos de roubos, assaltos e furtos ao se utilizar esse tipo de transporte.  Na ânsia de se ver livre dos perrengues do dia-a-dia, muitos brasileiros sonham em ter seu veículo próprio, na verdade, o próprio automóvel é o terceiro maior desejo de todos os brasileiros, ficando atrás apenas do sonho da casa própria e do curso superior.

Ser proprietário de carro no Brasil requer cuidado

Ser dono do seu próprio meio de transporte no Brasil, é uma tarefa um tanto quanto complicada por dois motivos básicos. São eles:

  • Alto número de roubos veiculares;
  • Trânsito extremamente violento.

A seguir iremos falar um pouco sobre cada um deles. Se você está pensando em comprar um carro, você precisa ler esse artigo até o fim. Confira.

Alto número de roubos veiculares

De acordo com o levantamento de autoridades, o Brasil tem uma média muito alta de roubo de carros. Atualmente, um veículo é roubado a cada três minutos. Entre os locais considerados mais perigosos para carros e motoristas estão São Luís, capital do estanho do Maranhão, onde roubos acontecem com frequência, e São Paulo. O estado (e também sua capital) entram nas estatísticas pelo simples fato de grande parte da frota veicular estar no estado.

Um veículo roubado a cada três minutos é algo que deixa em alerta todos os motoristas, e logo os fazem pensar em algumas alternativas de segurança, como instalação de alarmes automotivos, colocação de trancas e também a contratação de um seguro de carro.

Um levantamento feito no ano de 2016, mostrou que no ano anterior, 2015, mais de 200 mil carros foram roubados em todo o Brasil.

Corretores de seguro auto e especialistas em segurança pública concordam que os números são um tanto quanto altos e afirmam em uníssono: “Só há uma forma de diminuir o número de carros roubados no Brasil, que é diminuindo a aquisição de peças e veículos roubados”. Infelizmente, existe um grande mercado, de peças e de veículos roubados, isso é um círculo vicioso, enquanto pessoas continuarem a comprar carros e peças roubadas, o país será um dos campeões no número de roubos.

A PMESP – Polícia Militar do Estado de São Paulo, afirma que além do mercado de peças e veículos roubados, há outros motivos que podem explicar o alto número de veículos roubados no país. “Com a impunidade e poucos recursos de fiscalização no país, muitos ladrões trocam as placas dos carros roubados que possam ser utilizados em outros crimes, a simples troca da placa do veículo, dificulta o processo de recuperação do veículo que pode continuar a ser utilizado pelos bandidos para realizar outros crimes, como assaltos e sequestros, por exemplo.

Embora montadoras invistam em uma série de gadgets, como rastreadores veiculares, alarmes modernos e sistemas inteligentes, infelizmente ainda não existe um carro a prova de roubos.

Trânsito extremamente violento

Outra grande preocupação para quem tem um carro no Brasil, é a violência no trânsito nas ruas, estradas e rodovias do país. Por ano, cerca de 50 mil pessoas perdem a vida enquanto dirigem. Especialistas no assunto afirmam que a violência do trânsito brasileiro é epidêmica e uma série de medidas e programas já foram implantadas basicamente em todo país visando um trânsito mais gentil, educado e menos violento.

Em novembro de 2016, o Brasil foi o país sede do 2º Road Safety – uma conferência internacional cuja finalidade é debater sobre segurança no trânsito, além de repactuar metas e traçar estratégias entre governos e sociedades visando garantir a segurança das pessoas que enfrentam o trânsito de maneira diária. Esse encontro reúne autoridades no assunto, como presidentes de montadoras, corretores de seguro auto, pilotos automobilísticos, além é claro das autoridades de trânsito de muitos países.

Visando controlar o número de mortes no trânsito, desde o ano de 2010, funciona em todo o Brasil o projeto vida no trânsito. Seu principal objetivo é reduzir o número de mortes e também de feridos no trânsito brasileiro. O projeto conta com uma série de campanhas educativas, aulas de primeiros socorros, além da qualificação dos sistemas de informação sobre acidentes, feridos e vítimas fatais de todos os acidentes de trânsito que ocorrem no país.

Especialistas recomendam seguro automotivo 

Corretores de seguro de carro, bem como especialistas de trânsito afiram que possuir um carro e não contratar um seguro automotivo é algo totalmente insano no Brasil. Diferente do que muita gente pensa, contratar um seguro auto traz uma série de benefícios para o motorista, não apenas em caso de roubo. Entre os principais benefícios de se contratar um seguro estão:

  • Reembolso do valor do carro em caso de roubo;
  • Cobertura de reparos e consertos em caso de acidentes;
  • Cobertura a terceiros, em caso de atropelamentos, acidentes em residência e patrimônio público;
  • Guincho 24 horas por dia em caso de quebras, falhas e/ou acidentes;
  • Taxi gratuito em caso de quebras, falhas e/ou acidentes;
  • Descontos em autopeças credenciadas a seguradora;
  • Descontos em oficinas mecânicas credenciadas a seguradora.

Como é possível notar, fazer um seguro auto traz uma série de benefícios e tranquilidades ao proprietário do veículo. Por isso, vamos mostrar como realizar uma cotação online em uma das melhores seguradoras do Brasil – A Porto Seguro.

Como fazer sua cotação de seguro da Porto Seguro sem precisar sair de casa

Trabalhando em basicamente todas as áreas que envolve seguro, a Porto Seguro é uma seguradora renomada, conhecida nacional e internacionalmente. Por isso, foi escolhida por nós, com a finalidade de demonstrar como é fácil fazer uma cotação de seguro auto. Os passos para a cotação podem ser vistos logo a seguir.

1. Cotação

Tudo começa por aqui. Antes de iniciar o procedimento, tenha em mente o que precisa e o que cabe no seu bolso, sabendo disso, você poderá fazer uma cotação de acordo com suas necessidade e realidade. Para isso, basta apenas acessar esse link

2. Formulário

Enquanto ainda estiver cotando, é necessário o preenchimento de um formulário, onde serão colocadas informações como o modelo e o ano do seu carro, e outras características que possibilitem à seguradora traçar o seu perfil, como por exemplo, local de circulação do veículo, dispositivos de segurança entre outros.

É muito importante que esse formulário seja preenchido com a máxima atenção, bem como de modo sincero. Afinal, são essas informações que determinarão o valor do seguro, algo conhecido como prêmio. Muitas pessoas omitem algumas informações no momento de preenchimento do formulário visando baratear o seguro, mas isso pode ser um tanto prejudicial em um futuro próximo, pois ao precisar recorrer ao seguro auto a seguradora irá levantar todas as informações e ver que algo não bate, e o cliente pode ser totalmente lesado nessa tentativa de ganhar vantagem. O barato sai caro, portanto, sinceridade e honestidade em primeiro lugar.

3. Análise da seguradora

Assim que o formulário online é enviado, a seguradora vai analisar a proposta que pode ou não ser aceita. Caso a proposta seja aceita, o carro então precisa passar por vistoria, após essa vistoria, o motorista precisa pagar a primeira parcela do seguro auto. É exatamente esse primeiro pagamento que validará o contrato entre segurado e seguradora.

4.  Apólice

Assim que ocorrer a aprovação da seguradora, uma apólice será emitida. Essa apólice é o contrato entro seguradora e segurado. É importante que o contratante leia de forma atenta todas as cláusulas do contrato, dessa forma estará ciente das condições e também das coberturas oferecidas pelo seguro auto.

5. Uso das coberturas do seguro auto

Assim que o seguro  de carro estiver contratado, é hora de utilizar a cobertura – quando for necessário, é claro! As maneiras mais comuns de utilizar a cobertura do seguro são em caso de roubos, acidentes, furtos e quebras. Mas, além disso, os segurados pela Porto Seguro, possuem uma série de benefícios e vantagens como descontos em determinadas oficinas mecânicas e autopeças credenciadas. Uma verdadeira mão na roda em todos os sentidos.

6. Renovação

Os contratos de seguro de carro geralmente possuem um ano de duração. Se passado esse ano, o segurado optar pela renovação, o mesmo tem até 30 dias corridos após o vencimento do contrato para solicitação de renovação. É muito importante ficar atento a esse prazo, pois se esse período for transcorrido, será necessário realizar todo o trâmite novamente desde a cotação até a assinatura, além do segurado perder também a classificação de bônus que a seguradora oferece aos seus segurados ao longo do ano.

7. Cancelamento

Caso durante o período de vigência do seguro auto o proprietário escolher por rescindir o contrato com a seguradora, isso é totalmente possível e fácil de ser realizado sem qualquer tipo de burocracia ou dificuldade. Além disso, contratos finalizados que não tiverem solicitações de renovação dentro do prazo de 30 dias, serão automaticamente cancelados.

Pronto! Agora que você já sabe quais são os trâmites para fazer sua cotação de seguro auto com a Porto Seguro, não perca mais tempo para deixar seu veículo seguro e rodar tranquilo por aí. Clique aqui e contrate agora mesmo um seguro automotivo. Quem quer tranquilidade, contrata seguro auto.

Comentário (0)

Deixar comentários